Como descobrir a sua paixão…

Nesse vídeo eu vou responder a pergunta do Renan Oliveira, ele perguntou o seguinte: “Geronimo,  todo mundo fala aí, viva pela sua paixão, viva pela sua paixão e a minha pergunta é a seguinte… cara, eu quero viver pela minha paixão, mas como que eu acho a minha paixão?” Massa a pergunta do Renan e bora falar sobre como descobrir a sua paixão!

E você…  você sabe qual é a sua paixão? Encare esse texto como a porta de entrada pra você achar a sua paixão 🙂 O primeiro ponto que a gente tem que ter em mente é diminuir a supervalorização de se achar uma paixão. No último WA que aconteceu por exemplo, se eu perguntasse assim quem aqui não tem ideia de qual é a sua paixão, provavelmente mais de mil pessoas iriam levantar a mão.

A maioria das pessoas também não sabe, não se sinta sozinho. São poucos os que, ao longo da vida, sabem o que querem desde a infância e constroem uma carreira de sucesso com base naquilo que amam. Se liga, esse não é o padrão comum.

A primeira coisa que eu digo pra você é: se acalme! Se aceite! Por que não saber exatamente qual é a sua paixão tá tudo bem.

A paixão é muito idealizada. As pessoas acreditam que, quando encontrarem a missão de vida dela, fogos de artifício irão estourar e descerão anjos do céu com uma música celestial ao fundo e eu flutuando saberei “Ui, achei minha paixão”.

Só que não é assim que acontece na prática. Na real, quando a gente começa a viver pelo o que tem paixão, muitas vezes, você não aceita de que está vivendo um momento especial, pois aquela magia esperada não aconteceu. Não rolou fogos ou anjos.

Só que viver a sua missão não é morar na Disney. Aliás, eu posso garantir que mesmo se a sua paixão fosse morar no parque de diversões mais famoso do mundo, no primeiro dia você ia dizer: “Uau, estou morando com o Mickey”. No trigésimo, o tom seria: “Pô, Mickey, você de novo cara?”. Mesmo na Disney, chega uma hora que aquilo vira rotina.

Agora que a gente desmisitificou o que é paixão, deixa eu explicar uma coisa. A paixão também nem sempre vai surgir de primeira. Então eu vou falar duas dicas concretas de como você começa a caminhar na direção da sua paixão.

A primeira dica é o seguinte… quando eu não se sei qual é a minha paixão já é muito bom. Isso, saber qual não é a sua paixão faz todo sentido. Quando eu não sei qual emprego eu quero, já é muito bom saber qual eu não quero. Entende o ponto?

Ou seja, muitas pessoas ainda não sabem qual é a sua paixão, mas sabem que o que fazem naquele momento atual da vida dela com certeza não é. Só que ela permanece naquela vida. Continuam fazendo cursos, evoluindo, porque acham que o caminho percorrido já foi muito longo para mudar de direção. Elas pensam: “Já cheguei até aqui, agora eu vou parar?” E por conta dessa crença, elas andam ainda mais. E quanto mais longe se vai, mais difícil fica tomar a decisão de mudar.

Agora sim… como descobrir a sua paixão 🙂

Massa! Agora que está claro o que não é a minha paixão, como eu faço para encontrar ela? Uma dica é pensar qual tipo de filme, de vídeo, de programa que você assiste. Ou, quando você vai numa livraria, que tipo de livro você compra, vai lá naturalmente na sessão e lê?

É engraçado, eu, por exemplo, me envolvi com o Direito desde os 17 anos. Fiz faculdade, mestrado, fui professor universitário, advogado da União por 14 anos, dei diversos cursos e palestras. E quando eu ia numa livraria sabe quantos livros de Direito eu comprava? Zero, nenhum livro de Direito. Sabe onde você me achava? Era na seção de desenvolvimento humano e de empreendedorismo.

Embora eu não soubesse qual era a minha paixão, eu já sabia a direção dela. Se você não sabe qual é a sua paixão hoje, sabe pelo menos por qual caminho seguir? Comece pelo macro, pelo grande… você gosta de que? De computador, culinária, de gente ou de esporte… sei lá! Essa é uma forma de eliminar um monte de coisas. Tem um ditado que eu amo muito que é quando você dá um passo, você já não está mais no mesmo lugar e quando você já não está mais no mesmo lugar, você começa a ver as coisas de forma diferente. 

É o paradoxo da mudança: como eu não sei qual é a minha paixão, eu não ando. Mas como eu não ando, eu não acho a minha paixão. Se você ainda não sabe como vai viver daquilo, não importa. Dê um primeiro passo, faça um curso, leia um livro, se envolva, se permita e aí você começa a caminhar na direção.

Eu demorei anos para chegar nesse ponto, mas eu sabia que a minha paixão era cuidar de gente. Esse era o meu macro. Então, encontrei o Coaching, passei a ter agenda lotada e larguei o meu emprego público. Só que eu só encontrei o Coaching por que eu me permiti, decidi que a minha paixão era cuidar de gente.

Aí eu larguei meu emprego público e hoje eu vivo de Coaching, formo Coaches, ajudo eles a terem sucesso profissional e eu verdadeiramente amo o que faço. E não tem fogos estourando por aqui e nem musiquinha celestial. E o que tem? Eu acordo todos os dias sem me preocupar se é segunda-feira, dia de semana ou final de semana.

E agora que você entendeu, qual é o primeiro passo para você simplesmente caminhar em direção a sua paixão? Pensa aí e se você se sentir à vontade, me diz nos comentários… eu vou adorar saber!!! 

E cara…  se você for comparar a sua paixão com alguém, ou se comparar com alguém que já descobriu a paixão dela, eu verdadeiramente penso que você deve saber como se comparar com alguém da forma certa.

Por isso, eu escrevi um artigo só com esse tema. Acho que você vai curtir e se surpreender com o que tem lá 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *