O segredo para ter uma vida mais saudável e feliz

Então vamos lá… eu quero dividir contigo o segredo das pessoas felizes e das pessoas que têm uma vida saudável. Eu não vou falar sobre o que eu “acho” que faz as pessoas serem felizes, e sim sobre ciência. Um estudo científico feito por 75 anos pela faculdade de Harvard que buscou saber o que fazia algumas pessoas serem felizes e saudáveis e outras não.

Antes de eu falar pra você qual é a resposta, preciso explicar como os cientistas conseguiram chegar até ela. O que eu achei mais incrível é que pra um experimento dessa proporção precisa ter um altruísmo, um amor muito grande pelo próximo, porque quem começou a pesquisa já devia saber que, muito provavelmente, não iria terminar e saber o resultado, como foi o caso. No momento em que eu gravei o vídeo sobre esse assunto, quem cuidava da pesquisa era o Robert Waldinger, mas ele não foi quem iniciou todo esse processo.

Essa pesquisa acompanhou 724 homens desde a adolescência até a idade adulta (durante 75 anos). Muitos morreram antes de chegarem ao fim do experimento, outros continuam vivos, saudáveis e felizes. As pessoas envolvidas eram heterogêneas entre si; tinham pessoas pobres do subúrbio de Boston, que moravam em cortiços e não tinham nem aquecimento (lá é muito frio, então esse é um problema bem sério), e também tinham pessoas que se tornaram engenheiras, médicos formados por Harvard etc. Teve até um indivíduo que se tornou presidente dos Estados Unidos.

Então é uma pesquisa que acompanhou vários perfis de pessoas por 75 anos até descobrirem a resposta. Os pesquisadores envolvidos recolheram os dados e foram entender o que todas aquelas pessoas ao longo de 75 anos fizeram pra serem felizes e saudáveis ou terem outros desfechos. Foram produzidas mais de 10 mil páginas de conteúdo de pesquisa!!!

A cada dois anos eram feitas entrevistas com os participantes, e além disso faziam exames no cérebro de cada um. Houve casos de pessoas que adquiriram esquizofrenia, alzheimer e outras doenças. As histórias são as mais diversas possíveis.

Você sabe qual era o segredo das que tiveram desfechos mais felizes e saudáveis? Pensa um pouco, o que você chutaria? Dica: o pesquisador responsável disse que sabendo somente esse fator, é possível ter mais certeza de como vai ser a saúde de uma pessoa aos 80 anos do que se olhar o exame de sangue dela.

Vou falar pra você agora o fator que interfere na saúde e na felicidade: os relacionamentos que uma pessoa mantém ao longo da vida. Quando os pesquisadores falam de relacionamento especificam vários: na família como um todo, na comunidade em que vive, no núcleo familiar mais próximo (filhos, esposa, marido). As pessoas que cultivaram relacionamentos saudáveis ao longo da vida (e mais especificamente até os 50 anos), chegavam aos 80 anos muito mais saudáveis e felizes. Inclusive uma das conclusões do estudo foi que os casais que se divorciaram e saíram de relacionamentos ruins tinham mais saúde e felicidade do que os casais que permaneciam juntos num relacionamento problemático.

Minha pergunta pra você, depois de refletir sobre esse estudo é: como estão os seus relacionamentos? Como anda a sua produtividade pra você ter relacionamentos? Se você não produz logo não se relaciona, porque não tem tempo pra isso e gasta o que tem com atividades que não agregam, como ficar imerso nas redes sociais.

Quando a gente tem uma vida voltada para a tela de um computador (ou qualquer outro dispositivo) contribui pra não se relacionar com outras pessoas, e isso é, de acordo com essa pesquisa, escolher ter uma velhice com menos saúde e muito menos felicidade. Se os seus relacionamentos não andam bem, o que você pode fazer hoje pra começar a mudar isso na sua vida? Eu desafio você a determinar a hora em que você vai se desligar do mundo virtual e vai passar a viver a vida real.

Alguns alunos meus da Academia da Produtividade já me relataram que ao implementar essa medida em suas rotinas, conseguiram voltar a se relacionarem com filhos, irmãos e pais, conseguiram voltar a ler livros, a se sentirem vivos e terem o gosto pela vida de novo. Qual vai ser o momento do seu dia em que você vai se desligar e viver o presente, mantendo os relacionamentos com as pessoas do seu convívio?

Se fez sentido pra você o que eu falei contigo hoje, comenta aqui embaixo que eu quero saber o que você tem a dizer!!! E caso você queira assistir, a palestra do pesquisador Robert Waldinger tá aqui. É só clicar!! 

Acho que você pode curtir essas outras sacadas aqui…

Por que as pessoas desistem

Empreender ou trabalhar, que caminho seguir?

Será mesmo que feito é melhor do que perfeito?

3 maneiras de lidar com um sugador de energia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *