Como Descobrir Meu Proposito de Vida: 5 Dicas

Será que todo mundo precisa saber seu propósito de vida?

Vou te ajudar com 5 coisas simples pra começar a fazer agora pra começar a descobrir qual é o seu propósito de vida, se é que é necessário saber.

Como saber qual meu propósito de vida?

Se liga!

No stories eu respondo muitas perguntas, pessoalmente. E entre as top 5 está “Geronimo, como que eu faço, queria saber meu propósito de vida e não sei”, “eu preciso ter um propósito de vida”, “Geronimo, eu não sei meu propósito de vida”, “como saber qual meu proposito de vida, Geronimo”?. 🙂

A primeira coisa que você precisa saber é que você não vai morrer se você não tiver um propósito de vida. Mas, pessoas que tem um propósito de vida, que são movidas por um propósito, normalmente tem mais energia, mais consistência, mais disciplina, elas tem mais vivacidade, um objetivo claro e sangue nos olhos… elas vivem por um propósito.

Quem não vive por um propósito, vive por um salário, pelo lucro, pela receita… normalmente não tem o mesmo vigor e alegria que as pessoas que vivem pelo seu propósito tem. Essas pessoas tendem a ter menos disposição. E geralmente tem uma vida sem foco: muda de emprego, consegue um salário, fica legal, depois nem tanto, aí sai do emprego e vai pra outro, e passa a vida toda assim.

Então é muito importante que você tenha um propósito de vida. Daria pra fazer um evento inteiro pra falar sobre propósito, mas aqui vou te dar 5 dicas concretas pra você começar a descobrir seu propósito ou confirmar se você sabe qual é o seu.

Significado de Propósito de Vida

Ter um propósito de vida está ligado à habilidade, a ter prazer no que faz a exercitar suas habilidades na potencialidade máxima. É saber o que quer e saber pra onde está indo respeitando seus valores, exercendo suas habilidades.

Poucas pessoas tem o privilégio de, desde cedo, seguir um propósito. Exemplos disso são crianças que cantam muito bem, que cozinham, que escrevem muito bem, que tocam instrumentos muito bem, desde os quatro ou cinco anos de idade. Crianças que desenvolvem seu propósito desde cedo e se tornam médicos, veterinários, biólogos, professores, incríveis. Mas são raros esses casos.

Meu Exemplo

Na maioria das vezes as pessoas absorvem tudo de todos os lados até a idade adulta. Daí chega na hora de fazer o vestibular… não sabe ainda o que vai fazer. Eu, por exemplo, me formei em direito, meu pai queria que eu fosse médico ou advogado, como eu não gostava de ver sangue eu fiz direito. Fiz a prova da OAB, virei advogado, passei por todo o processo, fui advogado da União por 14 anos, ou seja, dos 17 aos 40 anos de idade… eu fazia algo que eu não tinha vocação, que não era o meu propósito.

Todos os dias eu saia de casa sem estar feliz com meu trabalho. Passei 23 anos da minha vida sofrendo por nao estar vivendo uma vida que eu queria pra mim. Uma vida sem propósito. Sem razão. Sem motivação (sem motivo pra ação). Eu simplesmente me arrastava pelo salário, pelo apartamento legal onde eu morava, pelo carro legal que eu tinha, pela viagem que fazia uma vez por ano… essas eram as coisas que me tiravam da cama e que me arrastavam pro trabalho regularmente.

Falta de Propósito na Vida é Grave?

Então, se você não tem seu propósito de vida agora… tá tranquilo. A grande maioria das pessoas não sabe seu propósito, muitas vezes pela necessidade de ter que trabalhar muito cedo. Talvez você precisou escolher muito cedo a carreira que tinha que seguir, ou teve que trabalhar muito cedo e não pôde estudar…então, pode ser que você viva pelo salário.

Mas, eu quero que você se ligue no seguinte!

Muitas pessoas acham que encontrar seu propósito de vida é algo mágico… com direito a fogos de artifício, música, com pessoas aplaudindo na rua… e quando ela não encontra algo que todos os dias não aparenta ser assim, mágico, ela acredita que não encontrou o própósito de vida dela. E fica girando em circulos. Foi o meu caso por muitos anos.

Resumindo pra gente entrar nas 5 dicas!

O que quero que você tenha em mente é: ta tudo bem se você não encontrou ainda seu propósito. Fica tranquilo! E segundo, você precisa ter um propósito de vida, sim. Você não vai morrer sem um, mas vai ser bem melhor pra você, saber pelo que acorda todos os dias e isso vai refletir em todas as áreas de sua vida.

Porque não Encontro Meu Propósito, resumindo:

Então, quais são as 3 razoes porque você não encontra seu propósito de vida?

-Faz escolha muito cedo do que vai fazer na sua vida
-Porque acha que vai ter fogos no céu quando encontrar
-Porque fica pulando de galho em galho pra tentar sobreviver

Então, vamos falar agora sobre as 5 dicas pra você descobrir qual seu propósito de vida!

Dica #1 Pare de tentar achar o seu propósito

Você não vai achar o que você quer ou ama fazer, tentando achar o que você quer ou ama fazer fazer. Ahhhh, Geronimo, como assim?!

Se liga no que eu vou te falar. Os maiores insights que as pessoas tem na vida, não são nos momentos que a pessoa ta tentando achá-los ou te-los. Normalmente, as grandes sacadas do que vai fazer você feliz aparecem em momentos que você não está pensando neles. Em momentos de pausa. O que você tem que fazer então é estar consciente de que você está em busca do que você quer pra sua vida, mas você precisa dar pausas. Os maiores insights aparecem em tarefas simples do nosso dia como tomar banho. Permita que venha naturalmente.

Mas, Geronimo… Como eu vou saber se algo que eu faço é um propósito ou é adequado? Vamos pra segunda dica!

Dica #2 Não Espere Pelos Fogos de Artifício

Quando vier um insight, não ache que ele vem acompanhado de fogos de artifício ou trombetas. Normalmente o insight vem assim: “nossa, tava diante dos meus olhos”.

Tem uma passagem na bíblia que fala sobre o candeeiro. O candeeiro não pode ficar embaixo da mesa, se não ele não ilumina. Pense só, se você tem alguns talentos que vieram com você… não deixe esses talentos embaixo da mesa, eles devem ficar em cima. As vezes o talento é muito simples, tá tão gritante na sua frente, mas você não vê. Você não tem seus talentos atoa!

As vezes agente não acha nossos propósitos por que agente acha que aquilo que fazemos de graça não tem valor.

Deixa eu te contar um episódio meu sobre isso!

Uma vez a Paty foi comigo na GU, onde eu trabalhava… e a moça dos serviços gerais da GU queria falar comigo. Eu fiquei uns 40 minutos conversando com ela. Escrevi uma carta pro filho dela, ela tava tendo uns problemas com o filho e tal, e daí moça foi embora. Daí eu já ia seguir meu dia e a paty virou pra mim e falou assim: “meu lindo, é impressionante como você consegue ter atenção plena e se importar com as pessoas”. Ela disse mais: “isso que você faz, ninguém faz (no geral)”.

Eu nunca tinha parado pra perceber isso. E olha que louco! Hoje eu sou coach. Ensino pessoas a serem coaches. Ensino Coaches a terem presença plena, técnicas para ajudar pessoas a caminharem na direção do que elas querem pra vida delas.

Em resumo, o que quero dizer é que o teu talento ta na sua cara. Normalmente qual é a grande dica? São coisas que você faz tão bem que você faria de graça.

Dica #3 Quebre o Seu Padrão

Nós seres humanos temos a tendência em entrar no modo automático. Se deixar a gente acorda e dorme fazendo as mesmas coisas, uma atrás da outra. E aí o que acontece? As pessoas acabam não achando espaço para achar seu propósito de vida, dentro dessa rotina. Quebre o seu padrão, faça coisas diferentes. Assista filmes diferentes, almoce em lugares diferentes, assista videos no youtube que sejam diferentes do que você costuma assistir. Faça coisas diferentes. Isso vai fazer total diferença pra você conseguir ter o insight de que agente falou nas dicas 1 e 2.

Dica #4 Me diga com quem você anda e direi quem você é

Isso é uma verdade. É muito forte. Jim Rohn fala que a gente é a média das 5 pessoas com quem a gente mais anda. Se você chega num restaurante, por exemplo, pessoas que sentam na mesma mesa geralmente tem o mesmo carro, ou não tem carro, tem o mesmo salário… você não vai ver pessoas que ganham milhões numa mesa junto com pessoas que ganham muito menos que elas. Então, as pessoas vão virando a média das pessoas com quem elas convivem.

Quando você tá numa média de pessoas que acreditam que a vida é só trabalhar e sobreviver pelo salário, é isso que você vai acabar acreditando e fazendo. Mas se você pensa “não cara, a vida pode ser mais que isso!”, você é puxado pra média e descarta esse pensamento. Então, é necessário entender que precisamos andar com pessoas que ou fazem algo que eu quero fazer ou, no mínimo andar com pessoas que privilegiam os meus próprios talentos.

Se você está num grupo onde as pessoas diminuem suas ideias, cara… foge dele! Você tá na mesa errada.

Você tem que “sentar na mesa” de pessoas que falam assim: “cara, eu acredito em você. Se você acha que é isso que você quer, massa”.

Repare, não estou dizendo pra ser o idiota que acredita que o mundo é cor de rosa, tudo é maravilhoso. Você precisa andar com pessoas que acreditem em você, no seu talento.

Então, preste atenção com quem você está andando. Você é a média dessas pessoas.

Dica #5 Se questione permanentemente

Antes de tomar uma iniciativa, se questione. Imagine que você esteja pensando “Cara, eu odeio meu trabalho”… se pergunte, porque você odeia o seu trabalho? O que faz eu odiar o meu trabalho? Talvez você não odeie o seu trabalho… as vezes você odeia o seu chefe, as vezes você odeia a sua empresa, as vezes você odeia o que você faz na tua área. Então se questione. “Ah, eu quero mudar pra outra empresa”. Porque eu quero mudar pra outra empresa?

As vezes o que acontece é como aquela história do joguinho de celular: quando as fases começam a ficar mais difíceis a pessoa vai desistindo de jogar. Daí o que acontece? Muda de emprego, começa do zero, sendo que você não entendeu o porque estava se sentindo como estava.

Encontre as suas respostas e não tome pra si as respostas de outras pessoas.

Ahhhh, então!!

Se você chegou até aqui, pode ter certeza que você é uma pessoa diferenciada.

Dica Bônus!! A melhor de todas.

Dica #6

Sabe aquela música do Raul Seixas?: “Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante…”

As vezes a gente não tem coragem de seguir um propósito de vida porque a gente acha que se a gente escolher aquilo, a escolha é pra sempre. Mas a única coisa que é pra sempre é que nada é pra sempre.

O fato é que nada precisa ser pra sempre. Você não pode deixar de escolher um propósito acreditando que vai ter que seguir a sua escolha pra todo sempre. É só seguir outro caminho. Nós somos metamorfoses ambulantes. Mesmo que agente não queira. Você nunca mais será o mesmo depois desse artigo. Você vai ser uma nova pessoa depois dele. Então, não tenha medo de escolher o novo.

“Mas eu preciso ter segurança, Geronimo”.

Não to falando pra você largar o emprego e sair igual um maluco… quero que pense o seguinte: qual o próximo passo que você pode dar pra você conquistar algo que você tem prazer em fazer, que as pessoas dizem que você faz bem? Que você se sente feliz fazendo? Esses são os principais sintomas de que eu tenho um propósito de vida: me sentir bem com o que faço, sentir prazer, não se sentir arrastando pro trabalho, gostar do que está construindo, perceber que o que você faz ajuda outras pessoas também, seja numa escala menor ou maior…

Analogia do Avião

A vida é igualzinho no avião. As comissárias e comissários falam assim: “se o avião despressurizar, mascaras cairão”. “Coloque primeiro em você, só depois nas outras pessoas”. Então, bota a máscara primeiro em você, depois bota nas outras pessoas. Seu trabalho dá esse sentimento? De estar com a máscara de oxigênio em você? E você consegue minimamente, com o sua arte, ajudar outras pessoas? Ah, então eu tenho que ser um youtuber igual o Geronimo?! Não! O que digo é, o seu trabalho ajuda, em alguma medida, algo maior do que você?

Comece a caminhar nessa direção. Ihh, não deu certo, Geronimo! Começa de novo, tenta de novo. O sol nasce todos os dias e todos os dias a gente tem uma chance nova de fazer algo diferente… de um jeito melhor. Você só precisa se permitir. Lembre-se. Tem coisas que só você pode fazer, que eu não consigo fazer. Coloque o candeeiro em cima da mesa. Começa. Dê os primeiros passos. Se não tiver certeza, caminha alguns passos, veja as coisas de um ângulo diferente e aí, finalmente, comece a ter as suas certezas.

Eu vou amar saber que você deu algum passo em direção de viver pelo teu propósito de vida!
Então deixa um comentário aqui, se isso tudo faz sentido pra você. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *